Conheça os novos membros da família Chevrolet – Cruze e Cobalt

Se por um lado a GM norte americana quase foi a falência na crise de 2008, a situação da subsidiária brasileira era bem diferente. Naquele ano a montadora passou a realizar uma série de investimentos, visando modernizar suas linhas de produção e desenvolver novos produtos, além da construir uma nova fábrica de motores. Este plano de investimentos deve ser concluído em dezembro de 2012, com cerca R$ 5 bilhões aplicados.

Por aqui a marca Chevrolet é conhecida por produzir veículos de mecânica robusta e confiável, mas também por ter a linha de produtos mais defasada entre as montadoras aqui instaladas:

O Corsa Classic vendido até hoje, foi lançado em 1996, baseado na versão hatch de 1994.
O popular Celta (1999), Meriva (2002) e Ágile (2009) também são baseados na plataforma do corsa de 1994.
A pickup S-10 (1995), o Astra (1998) e a Zafira (2001) continuam praticamente iguais à época do lançamento.

A partir de agora a história começa a mudar. Depois de um bom tempo sem apresentar grandes novidades no nosso mercado, pelo menos dois lançamentos estão confirmados para este ano:

O primeiro lançamento é o Cruze, um sedan médio de produção global, já comercializado em mais de 70 paises.
O Cruze tira o Vectra de campo, portanto concorre diretamente com Toyota Corolla, Honda Civic, VW Jetta e Renault Fluence.

O modelo virá equipado com um novo motor Ecotec 1.8 16v de 141cv, que aposenta o antigo 2.0 8v de 140cv, utilizado até então no Vectra.

O Cruze chega com portamalas reduzido. São 436 litros, ante os 526 do Vectra.

“Queremos continuar a história que começou a ser escrita com o Opala, o Monza e o Vectra”, diz Marcos Munhoz, vice presidente de relações públicas da Chevrolet do Brasil.

A versões de entrada partem de R$ 67.900,00 e a montadora espera vender 3000 unidades/mês.

O segundo novo membro da família, que chega logo em seguida é o Cobalt. Ele deve substituir de uma só vez o Corsa e Astra Sedan.

Na dianteira o Cobalt lembra o Ágile. Na traseira, o porta-malas avantajado (500l) lembra o Logan, o qual também deverá ser um dos concorrentes.

As versões de entrada devem custar em torno de R$ 40.000,00 e a meta é vender 4500 unidades/mês.

Cruze e Cobalt dão início a uma nova fase da Chevrolet no Brasil. Agora é esperar a reação do mercado, para ver os novos GM se sairão nas vendas!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você é mesmo uma pessoa? * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.