Novos modelos unem beleza, economia e segurança

Novos modelos unem beleza, economia e segurança

Smart fortwo

A constante evolução da tecnologia faz com que os carros lançados no mercado estejam cada vez mais bonitos e seguros. A preocupação com a estética sempre esteve presente, mas atualmente as montadoras investem em carros mais seguros, econômicos e que não poluam o meio-ambiente.

Desde 2009 o Inmetro avalia os veículos leves em relação ao consumo e eficiência energética. Em 2013 foram avaliadas 36 marcas e 435 modelos. O fortwo, lançamento da Smart, recebeu nota A em todos os quesitos avaliados, nas três versões disponíveis no mercado. A lista completa você encontra no site do Inmetro.

Outro item de segurança cada vez mais comum nos carros é o chamado trio elétrico, composto por vidros elétricos, alarme e travamento das portas. Normalmente os itens são interligados e, ao acionar o alarme, os vidros fecham e as portas travam. É um item muito importante para a segurança contra furtos, por exemplo – tão eficaz que ter o trio no veículo baixa o custo do seguro do carro, como explica a Marítima Seguros.

Buscando aumentar ainda mais a segurança, uma lei determina que até 2014 todos os carros produzidos no Brasil devem ser equipados com airbag – pelo menos para o motorista e o passageiro do banco dianteiro – e freio ABS (Antilock Braking System, “Sistema de Freio Antitravamento”, em português). A lei entrou em vigor em 2010, quando o Contran (Conselho Nacional de Trânsito) estabeleceu um cronograma para a implantação gradual dos equipamentos.
Especialistas afirmam que os airbags aumentam em 51% as chances de sobrevivência em caso de acidente. A grande vantagem do freio ABS é que ele não permite o travamento das rodas. Assim, caso o freio seja acionado bruscamente, o carro irá parar aos poucos, evitando que o motorista perca o controle da direção. Nos veículos sem esse sistema as rodas travam e param, mas o carro começa a derrapar.

Além de garantir segurança, a nova lei aqueceu o setor industrial, que prevê um crescimento de 0,7% em 2014. Uma única fábrica de Jundiaí – SP já contratou esse ano cerca de 1.500 profissionais para atender a demanda atual, como divulgado pelo portal G1.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você é mesmo uma pessoa? * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.