Sabia como conduzir sua bike com segurança na ciclovia

Sabia como conduzir sua bike com segurança na ciclovia

Com a implantação de ciclofaixas em diversas cidades brasileiras, como é o caso recente de São Paulo e Fortaleza, o trânsito também sofre modificações em sua organização. Afinal, com mais bicicletas circulando pelas ruas, também aumentam as chances de acidentes. A segurança no trânsito, mais do que uma regra a ser cumprida em razão da multa estabelecida, representa uma necessidade constante para aqueles que se deslocam na cidade, incluindo também os pedestres.

O aumento das ciclovias nas cidades fornecem, além de espaço exclusivo para a circulação de bicicletas, uma segurança cada vez maior aos ciclistas. Com o estímulo a esse tipo de transporte, mais bikes também passarão a circular por vias não delimitadas, o que chama atenção para o cumprimento das regras do Código de Trânsito Brasileiro, considerando infrações atitudes como fechar os ciclistas, ameaçá-los ou pressioná-los na via.

Entretanto, isso não quer dizer que o risco de acidentes desaparece. Para evitá-los, é de extrema importância que todos os ciclistas estejam sempre munidos de capacete. Segundo estudo da Universidade de Washington, os traumatismos cranianos representam cerca de 75% das mortes em acidentes com bicicletas. O uso de capacetes evitaria 85% dos ferimentos na cabeça, de acordo a instituição.

A segurança também se estende aos mais diversos tipos de veículos, mesmo no caso dos carros. A imprudência gera diversas tragédias e equipamentos de proteção podem salvar vidas. O uso de cintos de segurança, tanto nos bancos da frente quanto no de trás, deve ser uma constante mesmo nos percursos mais curtos, dentro ou fora do perímetro urbano. Além disso, é necessário estar sempre em dia com a manutenção do automóvel, evitando acidentes ou imprevistos.

As motocicletas merecem atenção redobrada. Um levantamento do Ministério da Saúde mostra que o Brasil teve 12.480 motociclistas mortos em 2012, representando um aumento de 9,1% em relação ao ano anterior. Isso se reflete também pela presença cada vez maior desse tipo de veículo nas grandes cidades. A frota de motocicletas no país teve um aumento de 357% no período entre 2000 a 2011.

Além dos equipamentos básicos exigidos pela lei, é importante complementar a proteção. Para isso existem diversos acessórios, como luvas e roupas especiais para motociclistas, como as resistentes jaquetas Alpinestars. Com design pensado justamente na maior proteção dos usuários contra o frio e até mesmo em caso de chuva e quedas, esses produtos deixaram de ser apenas um diferencial para se incluir permanentemente no cotidiano de quem anda de motocicleta, principalmente em longas distâncias.


Deixe uma resposta