Trocando um Sandero por um Nissan Versa na Localiza Seminovos

Como foi a troca de um Sandero por um Versa na Localiza Seminovos

Em fevereiro de 2017 a família aumentou. Com a chegada de um filho, logo ficou evidente que o carro precisava ser maior. Se até então o Sandero atendia bem ao casal sem filhos, agora começava a faltar espaço para carregar as tralhas de um lado para outro. E assim comecei a busca por um modelo com mais espaço e o Nissan Versa era uma das opções.

Certamente o Versa é um modelo com proposta familiar. Acredito que muitos chegam até o grupo buscando mais informações e querendo conhecer melhor o carro.

Por isso preparei este relato contando um pouco de como foi o processo de troca, comparando alguns aspectos entre os dois modelos e falando um pouco sobre o atendimento na Localiza Seminovos.

5 anos com o Renault Sandero

O Sandero foi meu segundo Renault e primeiro (e único) carro zero. Comprei em Outubro de 2012 a versão 1.0 16v Expression, já equipada com freios ABS e Air Bag duplo. É um carro muito honesto. Entreguei com 63 mil km. Fora os componentes de desgaste natural (filtros, pastilha, pneus), o único problema que tive foi com uma bucha de suspensão dianteira, que precisou ser substituída. No mais, nunca incomodou.

Sou de Joinville/SC, aqui em geral as ruas estão em péssimas condições. Mesmo assim a suspensão do Sandero resistiu bem.

Em termos de consumo, conseguia médias de 12 a 13km/l na cidade e 15km/l na estrada sempre com gasolina. Em algumas situações específicas consegui médias um pouco melhores.

Apesar de ser um dos carros mais espaços se segmento, o Sandero era um hatch. Basicamente eu conseguia transportar o carrinho do bebê e mais alguma coisa pequena, e o espaço no porta-malas terminava.

Vamos falar do Nissan Versa

Já vinha a algum tempo pesquisando sobre alguns sedans e inicialmente eu pensava no Logan. Eu e minha esposa decidimos que não queríamos mais carro zero. O carro deveria ter no máximo 3 anos de uso, bom espaço interno e no porta-malas. A intenção também era algo com consumo semelhante ao Sandero. Como sou muito ligado em mecânica e nas questões técnicas do carro, queria também de algo com um motor mais moderno, no mínimo 1.6 e se possível automático.

Depois de muita leitura, dezenas de avaliações assistidas no YouTube e muita conversa com os amigos, foi no Nissan Versa que encontrei a opção que melhor atendia aos requisitos citados anteriormente.

O modelo escolhido foi um Nissan Versa 1.6 SV 2016/2017 com câmbio X-Tronic CVT, comprado na Localiza Seminovos.

Nissan Versa da Localiza Seminovos

Nissan Versa da Localiza Seminovos

O conjunto de motor/câmbio e a direção elétrica foram três aspectos decisivos para a compra do Versa e tiraram o Logan da jogada. Falarei sobre eles mais adiante.

Pontos positivos do Nissan Versa

Espaço interno

Durante minhas pesquisas, encontrei informações de que o Versa surgiu a partir da plataforma do Renault Logan modificada. Por isso herda algumas características como o espaço. O Versa é um pouco mais estreito que o Sandero/Logan, mas o espaço para as pernas de quem vai atrás é enorme. Como frequentemente alguém da família viaja comigo, achei esse um ponto positivo.

Porta-malas

Comporta 460 litros. Não é o maior da categoria (no Logan por exemplo, tem 510 litros). Mas é o suficiente para transportar o carrinho do bebê e bagagens. Fiz algumas viagens agora nas festas de final de ano e atendeu bem.

Motor

O motor do Versa me chamou bastante atenção. Não é o mais moderno do mercado, mas é bem atual. Tem bloco e cabeçote em alumínio. No lugar da correia dentada, usa corrente de comando, que tem uma durabilidade bem maior. Ele também conta com variador na admissão, o que resulta em respostas rápidas mesmo em baixas rotações, o que era um problema dos primeiros motores 16v. O motor do Sandero, apesar de ser econômico, era um projeto já bastante antigo, com bloco de ferro. Era uma evolução daquele lançado em 2000, quando o Clio começou a ser fabricado no Brasil. Ele era muito lento nas arrancadas e retomadas.

Câmbio

O Versa veio com câmbio CVT. Há quem não goste, mas é fácil de acostumar. Ele apresenta comportamento bem diferente para que está acostumado com câmbio manual, ou mesmo um automático tradicional. Como não há trocas de marcha, ele não apresenta os famosos “trancos” e a condução do veículo fica mais confortável. Como a aceleração ocorre de forma linear, também favorece o consumo. É uma forma mais fácil de encarar os engarrafamentos que ocorrem de vez em quando em Joinville.

Segurança

O carro é equipado com o básico exigido por lei, como air-bag duplo e freios ABS. Já viajei sob chuva forte e achei o sistema de frenagem bastante eficiente.

Como tenho filho pequeno, pesou a favor do Versa também o fato de contar com sistema ISOFIX e Top-Tether para fixação da cadeirinha. É bastante prático de utilizar e deixa a cadeirinha bem firme, se comparada ao sistema de fixação através do cinto de segurança.

Consumo

Apesar de grandalhão, o Versa é um carro leve. Por curiosidade, ele pesa cerca de 80kg a menos que o Fiat Argo. Comparando ao meu antigo Sandero, o Versa consome um pouco mais na cidade, no entanto, na estrada ele é mais econômico. Abasteço sempre com gasolina comum e uso o ar-condicionado boa parte do tempo. Na cidade consigo médias entre 11 e 12 km/l. Na estrada fica entre 16 e 17 km/l andando a 110/120 km/h.

Direção

O sistema de direção elétrica do Versa é sensacional. Um dos mais leves que já tive contato. Facilita muito as manobras. Quem já dirigiu um Renault sabe que mesmo com assistência hidráulica, o sistema de direção dos franceses é muito pesado.

Pontos negativos do Nissan Versa

Nenhum carro é perfeito e apesar das várias qualidades, o Versa também deixou a desejar em alguns pontos:

Porta-malas

Apesar do porta-malas comportar um bom volume, a abertura dele é pequena se comparada a de um Logan por exemplo. Não é qualquer objeto que cabe. A motoca do meu filho por exemplo, não entra.

Tanque de combustível

Sedans em geral são carros voltados a família e utilizados em viagens. O Versa comporta apenas 41 litros de combustível. Tive de me acostumar a frequentar o posto com mais frequência.

Baixa altura em relação ao solo

Se comparado ao Sandero, o Nissan Versa é mais baixo. É preciso tomar cuidado com entradas e saídas de garagem. Dependendo da situação, raspa o para-choques. Como meu carro era de frota, já veio com alguns arranhões na parte de baixo do para-choques.

Rádio

O rádio do Nissan Versa funciona bem, mas a operação é complicada. No pendrive com MP3 por exemplo, ele classifica as pastas por data e não por ordem alfabética. Navegar entre elas e encontrar as músicas é uma tarefa desanimadora e demorada. Ajustar o horário do display do rádio também é um desafio.. você precisa apertar uns 4 botões. No Sandero se resolvia tudo com um único botão.

Os comandos do rádio no volante também não me agradam. Eu preferia o comando satélite do Sandero, acho ergonomicamente mais simples e mais prático.

Experiência com a Localiza Seminovos

O atendimento da Localiza Seminovos teve altos e baixos.

A loja fica praticamente ao lado do meu local de trabalho, então passo em frente todos os dias. Por coincidência, no dia do meu aniversário (Agosto/2017) vi dois Versa no pátio, um prata e um branco. Aproveitei o horário de almoço e fui dar uma conferida nos carros.

O vendedor foi atencioso, me mostrou os carros e os manuais, apontando que as revisões foram feitas em dia na rede Nissan. Assim, os carros estavam cobertos pela garantia do fabricante por mais 2 anos. Ele garantiu também que os carros não tinham nenhum tipo de sinistro e comentou que eu poderia levar o carro até a concessionária ou meu mecânico de confiança, para uma avaliação mais detalhada. Como eram carros de frota eu estava com receio, mas isso me deixou mais seguro, afinal, muitas lojas só deixam você sair com o carro depois de “assinar o cheque”.

O Versa prata

De longe o prata havia me chamado mais a atenção. O hodômetro marcava 27mil km, mas olhando mais de perto, percebi que o carro estava bem “judiado”. Riscos na lataria, estofamento encardido, painéis de porta riscados, pneus JK Tyre na dianteira, Continental na traseira e rodas fixadas com parafusos diferentes. Isso tudo me fez desistir do carro.

O Versa branco diamond

Fui então dar uma conferida no Versa branco. O estado de conservação era totalmente o oposto. Apesar de mais rodado (37mil km), tinha aspecto de carro novo. Nada de riscos, estofamentos bem conservados, 4 pneus iguais, pintura ok.

Realmente não identifiquei nenhum indício de que o carro tivesse sido batido. Apenas uma das portas teve um retoque de pintura.

Levei ao meu mecânico que me confirmou isso e atestou a integridade do carro. Com sinal verde, voltei para a Localiza e fechei a compra por R$ 51 mil. Esse foi meu presente de aniversário.

Mesmo assim, como o carro era usado e sabendo que era de frota, comprei ciente de que poderia vir com alguma “surpresa”.

No dia seguinte já identifiquei alguns “grilos” no painel. Andando a noite, também percebi que o farol do lado esquerdo trepidava, parecia estar solto.

Como a Localiza oferece 3 meses de garantia, de imediato acionei os serviço através de um telefone 0800. Outro ponto positivo é que enquanto seu carro está sendo reparado, eles disponibilizam um carro reserva da mesma categoria, sem custos.

A oficina conveniada porém deixou a desejar. Em resumo, foram 3 idas até a oficina e 7 dias sem o carro, até sanar todos os ruídos do painel. Poderiam ter resolvido tudo de uma vez. Quanto ao farol, nas três vezes me garantiram que o problema havia sido resolvido. No entanto, continuou exatamente igual.

Como a revisão dos 40mil km estava próxima, desisti de esperar pelo serviço de garantia da Localiza e resolvi deixar para verificar o problema na concessionária.

Revisão na concessionária Nissan

Em Outubro/2017 o carro foi para a revisão e solicitei ao consultor uma verificação do problema do farol. Para minha surpresa, ele comentou que o fato do farol tremer realmente pode acontecer. Já surgiram outros casos na concessionária, é uma característica do Versa. Ele comentou que conseguiria amenizar a situação, mas não garantiu que seria sanado 100%. E de fato, resolveu 90% do problema, mas dependendo da condição da estrada, ainda treme um pouco.

Recentemente vi outras pessoas aqui no grupo reclamando disso e com o mesmo diagnóstico por parte da rede autorizada da Nissan.

Revisão Nissan Versa

Revisão Nissan Versa

No mais, fiquei contente com o serviço. Sem empurroterapia e o preço cobrado foi o mesmo informado no site.

A novela da multa

Outra questão que gerou incômodo, foi uma multa que chegou depois de uns 2 meses que eu estava com o carro. Foram mais de 30 dias correndo atrás da Localiza, até conseguir solucionar a questão. Primeiro ficaram de verificar e me retornar. Depois me falaram que a multa tinha sido quitada, apesar de continuar em aberto no Detran. Em meados de Dezembro a multa apareceu quitada no site. Até hoje não recebi o comprovante de pagamento que havia solicitado, e nenhum retorno explicando o que aconteceu.

Documentação do carro

A transferência do carro também foi demorada. No momento da venda fui informado que o DUT do carro fica na matriz em Belo Horizonte, e assim que chegasse a Joinville eles me ligariam. Depois de quase 30 dias que eu estava com o carro e sem notícias do DUT, procurei a loja. Aí fiquei sabendo que o documento havia chegado duas semanas atrás.

Enfim, essa foi minha experiência com a Localiza Seminovos. Na minha visão, há bastante espaço para a empresa evoluir em seu serviço de pós-venda.

Quanto ao Versa, já rodei quase 9 mil quilômetros e estou bastante satisfeito. Quem está a procura de um sedan de entrada, recomendo um teste-drive para conhecer o carro. Neste segmento, é umas das melhores relações de custo/benefício.