Assim como no financiamento de carros, o financiamento de motos também exige uma séria de documentação do interessado para que o crédito seja liberado. O processo de ambos é muito similar.

Em todas as solicitações de crédito para financiar uma moto, o banco solicita uma série de documentos, que permitem a avaliação do perfil do cliente, suas condições financeiras, qual patrimônio possui, seu fluxo de caixa, nível de endividamento, garantias, patrimônio, capacidade de pagamento e experiências anteriores de crédito, entre outros.

Tipos de financiamento de motos

Os modelos de financiamento disponíveis também seguem o mesmo padrão já utilizado em carros. É importante que você conheça os tipos de financiamentos mais utilizados do mercado, bem como as suas características.

CDC

No CDC, ou Crédito Direto ao Consumidor o banco empresta o valor total da moto, que já fica em nome do comprador, portanto, não é tão fácil haver a perda do bem ou das prestações pagas, se acontecer algum imprevisto porém, nesta modalidade a taxa de juros costuma ser maior.

Leasing

O leasing é um tipo de financiamento em que a moto passa a ser efetivamente propriedade do comprador, apenas quando são quitadas todas as parcelas. Para os bancos, o risco é mínimo, já que eles podem recuperar a moto, caso as parcelas não sejam pagas, sem precisar restituir nenhum valor ao comprador.

Por isso, é comum haver taxas de juros menores nessa modalidade.

Quem pode fazer um financiamento de moto?

Qualquer pessoa física pode financiar uma moto. Porém, para conseguir que o seu financiamento seja aprovado, será necessário passar por uma análise de crédito na instituição financeira.

Documentos necessários para financiar um carro

  • RG e CPF em situação regular na Receita Federal
  • Comprovantes de residência
  • Comprovantes de renda
  • Nota fiscal da Moto
  • Comprovante do DETRAN (disponível na internet) que mostre a inexistência de débitos da moto (IPVA, multas e seguro)

Cada instituição pode solicitar documentos específicos caso vejam necessidade, por isso é importante ter a relação completa de todos antes de dar entrada no financiamento.

Deixe um comentário